Educação Ambiental Biorrizomática

Dimensões éticas, estéticas e poético-visuais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.14249

Palavras-chave:

Educação Ambiental Biorrizomática, Dimensão estético ambiental, Fotografia, Verbovisual, Artes Visuais

Resumo

O artigo busca fundamentar a Educação Ambiental Biorrizomática – EAB1 a partir
de duas implicações do autor, seu modo de vida vegetariano e sua formação
acadêmica em Artes Visuais (graduação e pós-doutorado) e em Educação
Ambiental – EA (mestrado e doutorado). A relação mais direta entre a EAB e a
Educação Estético-Ambiental – EEA se dá por meio de suas dimensões estético
ambientais. Nesse sentido, a metodologia proposta promove a criação de
discursos verbovisuais entrecruzados pela produção poética do autor. Serão
considerados aspectos éticos e estéticos do estudo conceitual e a criação das
imagens fotográficas em interação com textos verbais. A intenção é elaborar um
tipo de texto que contribua com a compreensão desse caráter estético ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Tarouco de Azevedo, FURG / UFPel

Professor dos Cursos de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande - FURG e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal de Pelotas - UFPel. Líder do Grupo de Pesquisa Arte, Ecologia e Saúde - GPAES/CNPq.

Referências

BOFF, Leonardo. Princípio de compaixão e cuidado. Petrópolis, Rio de Janeiro:

Vozes, 2000.

BOFF, Leonardo. Ética da vida: a nova centralidade. Rio de Janeiro: Record,

BRÜGGER, Paula. Um singelo desabafo abolicionista. In: ANDRADE, Silvana

(org.). Visão Abolicionista: ética e direitos animais. São Paulo: Libra Três, 2010.

Cap. 7, p. 93-106.

CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 1998.

CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico Nova Fronteira da língua

portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia, vol.

Rio de Janeiro: Ed. 34, 2011.

DENIS, Leon. Direitos animais: um novo paradigma na educação. In: ANDRADE,

Silvana (org.). Visão Abolicionista: ética e direitos animais. São Paulo: Libra

Três, 2010. Cap. 14, p. 171-179.

DOLCI, Luciana Netto; MOLON, Susana Inês. Educação Estético-Ambiental na

produção científica de dissertações e teses no Brasil. Revista Ambiente &

Educação. FURG, v. 20, n.2, 2015.

DUARTE JR., João Francisco. O sentido dos sentidos: a educação (do)

sensível. Curitiba: Criar Edições, 2004.

DUARTE JR., João Francisco. Fundamentos estéticos da educação. Campinas,

São Paulo: Papirus, 2008.

ESTÉVEZ, Pablo René (org.). A Educação Ambiental em perspectiva estética.

Rio Grande: Editora da FURG, 2011.

FLORES, Feliciano E. V. Considerações sobre o princípio biocêntrico. In:

FLORES, Feliciano E. V. (org.). Educação Biocêntrica: aprendizagem visceral e

integração afetiva. Porto Alegre: Evangraf, 2006. Cap. 16, p. 173-178.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Campinas: Papirus, 1993.

LOVELOCK, James. A vingança de Gaia. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2006.

MAFFESOLI, Michel. No fundo das aparências. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

MEIRA, Marly Ribeiro. Educação estética, arte e cultura do cotidiano. In: PILLAR,

Analice Dutra (org.). A educação do olhar no ensino das artes. Porto Alegre:

Mediação, 2006.

MEIRA, Mirela Ribeiro. Metamorfoses criadoras na formação docente. In: MEIRA,

Mirela Ribeiro; SILVA, Ursula Rosa da. (organizadoras). Ensino de arte e

(des)territórios pedagógicos. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2010.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Obras incompletas. São Paulo: Abril Cultural,

(Coleção Os pensadores).

ONU – PNUMA. As emissões de metano estão impulsionando a mudança

climática. Veja como reduzi-las. Programa das Nações Unidas para o Meio

Ambiente (PNUMA). 20 de agosto, 2021. Disponível em:

https://www.unep.org/pt-br/noticias-e-reportagens/reportagem/emissoes-de-metan

o-estao-impulsionando-mudanca-climatica-veja Acesso em: 27 nov. 2021.

READ, Herbert. A educação pela arte. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

RICHTER, Ivone Mendes. Interculturalidade e estética do cotidiano no ensino

das artes visuais. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.

SCHWEITZER, Albert. Cultura e ética. São Paulo: Editora Melhoramentos, 1953.

TORO-ARANEDA, Rolando. Princípio biocêntrico. In: FLORES, Feliciano E. V.

(org.). Educação Biocêntrica: aprendizagem visceral e integração afetiva. Porto

Alegre: Evangraf, 2006. Cap. 15, p. 169-172.

UNESCO – ONU. Declaração universal dos direitos dos animais. Bruxelas –

Bélgica, 1978.

Downloads

Publicado

2022-08-03

Como Citar

Tarouco de Azevedo, C. . (2022). Educação Ambiental Biorrizomática : Dimensões éticas, estéticas e poético-visuais. Ambiente &Amp; Educação, 27(1), 1–21. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.14249

Edição

Seção

Educación Estético-Ambiental (EEA): fundamentos, saberes y práctica