A Educação Estético-ambiental na Base Nacional Comum Curricular

olhares críticos para silenciamentos intencionais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.14240

Palavras-chave:

Política Educacional; Educação Básica; Educação Ambiental Crítica

Resumo

O trabalho objetiva analisar criticamente, na Base Nacional Comum Curricular, a partir da Abordagem do Ciclo de Políticas, as intencionalidades e possibilidades de prática da educação estético-ambiental. A Abordagem do Ciclo de Políticas conduziu a discussão e permitiu argumentar acerca dos três contextos, evidenciando que, no contexto de influência, as legislações anteriores à Base foram desconsideradas, assim como houve um apagamento ideológico da educação ambiental. No contexto do texto da política, as competências, enquanto operadores curriculares, pela inserção de valores mercadológicos, impedem leituras que validem práticas baseadas na educação ambiental em uma perspectiva estético-crítica e, no contexto da prática, aposta-se na autonomia da escola para resistir às políticas neoliberais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronan Moura Franco, Universidade Federal do Pampa

Doutorando em Educação em Ciências, Mestre em Ensino de Ciências, Especialista em Neurociência aplicada à Educação, Licenciado em Ciências da Natureza (Unipampa/RS). Atualmente é Professor de Ciências na Escola Municipal de Ensino Fundamental Moacyr Ramos Martins e pesquisador do  Grupo de Pesquisa em Inovação Pedagógica na Formação Acadêmico-Profissional de Profissionais da Educação (GRUPI)

Elena Maria Billig Mello, Universidade Federal do Pampa

Graduada em Letras. Doutora e Mestra em Educação. Professora Associada da Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA. Atua nas licenciaturas Ciências da Natureza e Educação Física, no Campus Uruguaiana, e no Programa de Pós-Graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (PPGECQVS), no Campus Uruguaiana, e no Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGMAE), no campus Bagé. É líder do Grupo de Pesquisa em Inovação Pedagógica na Formação Acadêmico-Profissional dos Profissionais da Educação - GRUPI.

Referências

ALBINO, Ângela Cristina Alves; SILVA, Andréia Ferreira da. BNCC e BNC da formação de professores: repensando a formação por competências. Revista Retratos da Escola, v. 13, n. 25, p. 137-153, jan /mai, 2019. Disponível em http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/966. Acesso em: 26 dez. 2021.

ANDRADE, Maria Carolina Pires de; PICCININI, Cláudia Lino. Educação Ambiental na Base Nacional Comum Curricular: retrocessos e contradições e o apagamento do debate socioambiental. In: IX Encontro Pesquisa em Educação Ambiental- EPEA, 2017. Juiz de Fora. Anais… Juiz de Fora, ago. 2017, p.01-13. Disponível em: http://epea.tmp.br/epea2017_anais/pdfs/plenary/0091.pdf. Acesso em: 29 dez. 2021.

BALL, Stephen John; BOWE, Richard. Subject departments and the implementation of National Curriculum Policy: an overview of the issues. Curriculum Studies, v.24, n.2, p.97-115, 1992. Disponível em https://doi.org/10.1080/0022027920240201. Acesso em: 26 dez. 2021.

BEHREND, Danielle Monteiro; COUSIN, Cláudia da Silva; GALIAZZI, Maria do Carmo. Base Nacional Comum Curricular: o que se mostra de referência à Educação Ambiental?. Ambiente & Educação Revista de Educação Ambiental, Rio Grande, vol. 23, n. 2, p.74-89, 2018. Disponível em: https://seer.furg.br/ambeduc/article/view/8425/5469. Acesso em: 26 dez. 2021.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em: 05 de jan. de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos, apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998. 436 p.

BRASIL. Lei nº 9795, 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília,1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm Acesso em: 05 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 2/2012: Define Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 30 jan. 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=9864-rceb002-12&category_slug=janeiro-2012-pdf&Itemid=30192 Acesso em: 05 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 03/2018. Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 21 nov. 2018. Disponível em http://portal.mec.gov.br/docman/novembro-2018-pdf/102481-rceb003-18/file Acesso em 05 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução nº 02, de 15 de junho de 2012b. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10988-rcp002-12-pdf&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 26 dez. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. 1ª versão. Brasília, DF: MEC, 2015.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 13.415/2017, de 13 de fevereiro de 2017, Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13415.htm. Acesso em: 05 jan. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 06 ago. 2020.

CAMPAGNI, Caroline Rocha. Limites e possibilidades do trabalho com a educação ambiental crítica a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 2018. 42 f. Trabalho de conclusão de curso (licenciatura - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro), 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/202991. Acesso em: 31 dez. 2021.

CECHINEL, Andre; FONTANA, Silvia Aparecida Pereira; DELLA, Kelli Giustina Pazeto; PEREIRA, Antonio Serafim; PRADO, Silvia Salvador do. Estudo/Análise Documental: uma revisão teórica e metodológica. Criar Educação. Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação – UNESC. Criciúma, SC, v. 5, n.1, p.1-7, jan./Jun., 2016. Disponível em: http://periodicos.unesc.net/criaredu/article/view/2446. Acesso em: 29 dez. 2021.

ESTÉVEZ, Pablo René. Lo Estético en la Educación Popular. Educación, La Habana, v. 1, n. 141, p.22-28, jan/abr, 2014.

FRANCO, Ronan Moura; MELLO, Elena Maria Billig; FREITAS, Diana Paula Salomão de. Indícios da formação de emoções provocadas por um estudo da realidade: articulações entre a Neurociência e a perspectiva Estético-ambiental da Educação. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental – REMEA, v. 36, n. 3, p. 43-64, 2019. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/9450/6287. Acesso em: 06 jan. 2022.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do Ciclo de Políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a03v27n94.pdf. Acesso em 07 ago. 2020.

MARQUES, Ronualdo; RAIMUNDO, Jerry Adriano; XAVIER, Claudia Regina. Educação Ambiental: Retrocessos e contradições na Base Nacional Comum Curricular. Interfaces da Educação, Paranaíba, v.10, n.28, p.445-467, 2019. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/3935/3034. Acesso em: 06 jan. 2022

MELLO, Elena Maria Billig; RORATO, Adriana; SILVA, Luciane Grecilo da. BNCC PARA QUE(M)? Disfarces e contradições num processo marcado por muitas (in)definições. Anais... XII ANPEd-SUL. Eixo Temático 09 – Currículo, 2018. Disponível em: http://anais.anped.org.br/regionais/sites/default/files/trabalhos/2/1609-TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf. Acesso em: 06 ago. 2020.

MELO, Alessandro de; MAROCHI, Ana Cláudia. Cosmopolitismo e Performatividade: categorias para uma análise das competências na Base Nacional Comum Curricular. Educação em Revista, vol. 35, Janeiro-Dezembro, 2019. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=399362349042. Acesso em: 08 jan. 2022.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Rio de Janeiro, RJ: Vozes, 2009.

NOAL, Gabriela Rodrigues; PIRES, Fabiele Rosa; ROSA, Danilo Oliveira; CESCHINI, Mayra da Silva Cutruneo. Garantindo a Educação Ambiental e Botânica por meio da transversalidade em tempos de BNCC. REVES - Revista Relações Sociais, v.5, n.1, p. 01-13, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.18540/revesvl5iss1pp13570-01-13e. Acesso em: 29 dez. 2021.

OLIVEIRA, Lucas de; NEIMAN, Zysman. Educação Ambiental no âmbito escolar: análise do processo de elaboração e aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, V. 15, n.3, p. 36-52, 2020. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/10474/7735. Acesso em: 29 dez. 2021.

PICOLI, Bruno Antonio. Base Nacional Comum Curricular e o canto da sereia da educação normalizante: a articulação neoliberal-neoconservadora e o dever ético estético da resistência. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 5, e2015036, p. 1-23, 2020. Disponível em https://www.revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/15036. Acesso em: 23 dez. 2021.

RAMALHO, Carla Chagas; VIEIRA, José Jairo. O escutar do silêncio – o que está por trás da mudez da BNCC sobre as estruturas de gênero. Interfaces Científicas. Aracaju. V.8, N.3, p. 469 – 482, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/8369. Acesso em: 02 jan. 2022.

RODRIGUES, Larissa Zancan; PEREIRA, Beatriz; MOHR, Adriana. O Documento “Proposta para Base Nacional Comum da Formação de Professores da Educação Básica” (BNCFP): Dez Razões para Temer e Contestar a BNCFP. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, v. 20, p.1–39, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec2020u139. Acesso em: 29 dez. 2021.

SANTINELO, Paulo Cesar Canato; ROYER, Marcia Regina; ZANATTA, Shalimar Calegari. A Educação Ambiental no contexto preliminar da Base Nacional Comum Curricular. Pedagogia em Foco, Iturama, v. 11, n. 6, p. 104-115, jul./dez. 2016. Disponível em: https://revista.facfama.edu.br/index.php/PedF/article/view/228/184. Acesso em: 29 dez. 2021.

SENA, Anne Karoline Cantalice; ALBINO, Angela Cristina Alves; RODRIGUES, Ana Cláudia da Silva. REDES POLÍTICAS QUE INFLUENCIARAM A ELABORAÇÃO DA BNCC PARA O ENSINO MÉDIO: naturalização da filantropia e mercantilização do ensino público. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 1–15, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rec/article/view/57809. Acesso em: 5 jan. 2022.

SILVA, Mônica Ribeiro da. Impertinências entre trabalho, formação docente e o referencial de competências. Retratos da Escola, v. 13 n. 25, p.123–135, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v13i25.965. Acesso em: 3 jan. 2022.

SILVA, Silvana do Nascimento; LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. O sequestro da Educação Ambiental na BNCC (Educação Infantil - Ensino Fundamental): os temas Sustentabilidade/Sustentável a partir da Agenda 2030. In: XII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XII ENPEC, 2019. Natal. Anais… Natal, jun. 2019, p.01-07. Disponível em: https://abrapecnet.org.br/enpec/xii-enpec/anais/resumos/1/R0724-1.pdf. Acesso em: 30 dez. 2021.

SILVA, Silvana do Nascimento; LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. As Vozes de Professores-Pesquisadores do Campo da Educação Ambiental sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Ciência & Educação, Bauru, v. 26, e20004, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-731320200004. Acesso em: 27 dez. 2021.

SILVEIRA, Wagner Terra. O fundamento estético na educação ambiental transformadora. Curitiba: Appris Editora, 2015.

SILVEIRA, Wagner Terra; FREITAS, Diana Paula Salomão de; ESTÉVEZ, Pablo René. O que é a Educação estético-ambiental? In: FREITAS, Diana Paula Salomão de; BRIZOLLA, Francéli; MELLO, Elena Maria Billig; OLIVEIRA, Nara Rosane Machado de (orgs). Experiências didático-pedagógicas com educação estético-ambiental na formação acadêmico-profissional. 1 ed., Veranópolis: Diálogo Freiriano, 2020.

Downloads

Publicado

2022-08-03

Como Citar

Moura Franco, R., & Billig Mello, E. M. . (2022). A Educação Estético-ambiental na Base Nacional Comum Curricular: olhares críticos para silenciamentos intencionais. Ambiente &Amp; Educação, 27(1), 1–31. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v27i1.14240

Edição

Seção

Educación Estético-Ambiental (EEA): fundamentos, saberes y práctica