Pestes constituindo ambientes

sentidos da periferia sul global

Autores

  • Roberth De-Carvalho Instituto Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Sentidos de ambiente, Historiografia da peste, Vigilância epidemiológica, Vigilância epistemológica, Análise de discurso

Resumo

As inter-relações entre sujeito, ambiente e tecnociência vêm experimentando grandes desafios de projetos liberais. Isso se acirra em eventos com pestes, uma vez que estas dizimam parcelas expressivas de populações da periferia Sul global. Pela Análise de Discurso franco-brasileira, selecionamos divulgações de historiografias que abordam sobre pestes ao longo da história, para compreender as inferências sobre o imaginário daqueles ambientes, e como tais eventos promoveram o que entendemos por vigilância epidemiológica e epistemológica, constituindo outros ambientes. Das análises, depreendemos que as pestes operam importantes relações de poder e de força, deflagrando importantes sentidos para a educação tecnocientífica e ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARRIENDOS, J. La colonialidad del ver: hacia un nuevo diálogo visual interepistémico. Nómadas, Colômbia, n. 35, p. 13-29, out. 2011. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=105122653002. Acesso em: 15 ago. 2021.

BBC NEWS. Cinco epidemias que ajudaram a mudar o rumo da história. BBC News Brasil, 22 mar. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-51961141. Acesso em: 9 set. 2021.

BIEHL, Janet; STAUDENMAIER, Peter. Ecofascism: lessons from the German experience. The anarchist library, 1996. Disponível em: https://theanarchistlibrary.org/library/janet-biehl-and-peter-staudenmaier-ecofascism-lessons-from-the-german-experience.

GALVANI, Walter. Nau Capitânia: Pedro Álvares Cabral: como e com quem começamos. Rio de Janeiro: Record, 2000.

KRENAK, A. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Cia. das Letras, 2019.

MOURA, C. Sociologia do negro brasileiro. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2019. (Palavras negras).

NOGUEIRA, Salvador. Ciência Proibida: as experiências científicas mais perigosas, assustadoras e cruéis já realizadas. In: GARATTONI, Bruno (Ed.). Rev. Super Interessante, São Paulo, ed. esp., Jun. 2015.

ORLANDI, E. P. Eu, tu, ele: discurso e real da história. 2. ed. Campinas, SP: Pontes, 2017.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 12. ed. Campinas, SP: Pontes, 2015.

ORLANDI, E. P. Terra à vista!: discurso do confronto: velho e novo mundo. São Paulo: Cortez; Campinas, SP: Unicamp, 1990. (Biblioteca da educação, série 5. Estudos de linguagem, v. 5).

QUIJANO, A. Colonialidade, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, E. (ed.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais: perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005. p. 117-142.

SANTOS, B. S. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra, Portugal: Almedina, 2020.

SANTOS, B. S. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. (orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010. p. 31-83.

SILVA, A. Como foi o Grande Incêndio de Londres. Rev. SuperInteressante: História, 2 fev. 2013. Disponível em: https://super.abril.com.br/historia/o-grande-incendio/. Acesso em: 9 set. 2021.

VELLOSO, M. P.Os restos na história: percepções sobre resíduos. Ciênc. saúde coletiva, v. 13, n. 6, dez. 2008. p. 1953-1964. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000600031. Acesso em: 9 set. 2021.

VITORIO, T. Bilionários ficaram US$ 5 trilhões mais ricos em meio à pandemia de Covid-19. CNN Brasil Business, 6 abr. 2021. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/mesmo-com-a-pandemia-da-covid-19-bilionarios-ficaram-us-5-trilhoes-mais-ricos/. Acesso em: 10 set. 2021.

Downloads

Publicado

2022-05-04

Como Citar

De-Carvalho, R. (2022). Pestes constituindo ambientes: sentidos da periferia sul global. Ambiente &Amp; Educação, 26(2), 72–101. Recuperado de https://seer.furg.br/ambeduc/article/view/13497

Edição

Seção

Educação Ambiental e a Pandemia de COVID-19