Educação ambiental no ensino superior através do monitoramento ambiental de recursos hídricos

Autores

  • Ana Beatriz Carollo Rocha-Lima Instituto de Ciências da Saúde. Universidade Paulista - UNIP, campus Jundiaí. http://orcid.org/0000-0002-8560-2101

Palavras-chave:

Biomonitoramento. Ecotoxicologia. Genotoxicidade. Química Ambiental.

Resumo

O objetivo geral das atividades relatadas foi desenvolver empiricamente a Educação Ambiental no Ensino Superior através da utilização de técnicas de monitoramento ambiental e dessa forma ofertar um Ensino Superior de qualidade através de atividades que possibilitassem a integração entre ensino e pesquisa. As atividades de monitoramento ambiental foram desenvolvidas em aulas práticas dos cursos de Ciências Biológicas e Biomedicina da UNIP Jundiaí, bem como na elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso e de Iniciação Científica de discentes destes cursos. O desenvolvimento do protagonismo e do senso crítico por parte dos discentes foi fundamental para um aprendizado significativo no que tange à consciência ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Carollo Rocha-Lima, Instituto de Ciências da Saúde. Universidade Paulista - UNIP, campus Jundiaí.

Professora da Universidade Paulista (campus Jundiaí) e aluna de doutorado na Universidade Paulista (campus Bacelar) em Patologia Ambiental e Experimental. Possui mestrado em Biologia Animal pela Universidade Estadual de Campinas, especialização em Elaboração e Gerenciamento de Projetos para a Gestão Municipal de Recursos Hídricos (IFCE/ANA) e graduação (licenciatura) em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Módulo.

Referências

ANA - Agência Nacional de Águas. 2013. Índice de qualidades das águas. Portal da qualidade das águas. Disponível em: <http://pnqa.ana.gov.br/indicadores-indice-aguas.aspx>. Acesso em: 28 set. 2018.

Brasil. 2005. Resolução CONAMA n. 357 de 18 de março de 2005. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=459>. Acesso em: 28 set. 2018.

Brasil. 2011. Portaria n. 2914 de 12 de dezembro de 2011. Brasília, DF: Ministério da Saúde. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html>. Acesso em: 28 set. 2018.

Brito, L. D. L.; Amorim, M. C. C.; Leite, W. D. M. 2007. Qualidade da água para consumo humano. Embrapa Semiárido-Documentos (INFOTECA-E).

Cabrera, G. L.; Rodriguez, D. M. G. 1999. Genotoxicity of soil from farmland irrigated with wastewater using three plant biossays. Mutation Research, 426: 211-214.

Carvalho, H. A. 2005. A Tradescantia como bioindicador vegetal na monitoração dos efeitos clastogênicos das radiações ionizantes. Radiologia Brasileira, 38(6), 459-462.

Coyado, G. A. L.; Gonçalves, G. H.; Moura, C.; Balthazar-Silva, D.; Rocha-Lima, A. B. C. (2019). Análises físico-químicas e microbiológicas de águas de pré e pós-tratamento na cidade de Jundiaí-SP. Principia 45(1): 200-207.

Cuchiara, C. C.; Borges, C. D.; Bobrowski, V. L. 2012. Sistema teste de Allium cepa como bioindicador da citogenotoxicidade de cursos d'água. Tecnologia & Ciências Agropecuária, João Pessoa, 6(1), 33-38.

Cunha, H. F. A.; Lima, D. C. I.; Brito, P. N. F.; Cunha, A. C.; Silveira-Junior, A. F.; Brito, D. C. 2012. Qualidade físico-química e microbiológica de água mineral e padrões da legislação. Revista Ambiente e Água, 7(3).

Gonçalves, G. H.; Bizeto, L.; Moura, C.; Rocha-Lima, A. B. C. (2019). Bioensaio com águas dos Rios Jundiaí e Tietê no município de Salto-SP através do método Trad-MCN. Unisanta BioScience 8(1): 71-85.

Jacobi, P. R. 2003. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de pesquisa, (118), 189-205.

Kobayashi, C. E.; Lima, A. B. C.; Bizeto, L.; Moura, C. 2017. Avaliação da qualidade e capacidade mutagênica de águas de riacho situados na serra do Japi, na região do ribeirão Piraí, Cabreúva, SP. In: 23º Congresso de Biólogos do CRBio-01 – CONBIO, São Paulo-SP.

Ma, T. H. 1981. Tradescantia Micronucleus Bioassay and Pollen Tube Chromatid Aberration Test for in Situ Monitoring and Mutagen Screening. Environmental Health Perspectives, 37(1):85-90.

Magalhães, D. P.; Ferrão-Filho, A. 2008. A ecotoxicologia como ferramenta no biomonitoramento de ecossistemas aquáticos. Oecologia brasiliensis, 12(3), 3.

Marcomin, F. E.; Silva, A. D. V. 2009. A sustentabilidade no ensino superior brasileiro: alguns elementos a partir da prática de educação ambiental na Universidade. Contrapontos, 9(2), 104 – 117.

Marinho, W. L. M.; Silva, A. L.; Braga, N. M.; Araújo, J. S.; Oliveira, U. G.; Cotinho, M. P. R. 2016. Análise Físico-Química e Microbiológica da Água tratada na Cidade de Marabá-Pará. In: 56° Congresso Brasileiro de Química, Belém-PA.

Medina, N. M. A formação dos professores em Educação Ambiental in: Panorama da educação ambiental no ensino fundamental / Secretaria de Educação Fundamental – Brasília: MEC/SEF, 2001.

Moraes, D. S. D. L.; Jordão, B. Q. 2002. Degradação de recursos hídricos e seus efeitos sobre a saúde humana. Revista de Saúde Pública, 36, 370-374.

Oliveira, M. L. 2014. Utilização de Tradescantia pallida como bioindicador de contaminação ambiental ao longo do Rio Iguaraçu, Piauí. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Oliveira-Filho, A. D.; Almeida, R. D.; Mello, J. D.; Gavilanes, M. L. 1994. Estrutura fitossociológica e variáveis ambientais em um trecho da mata ciliar do córrego dos Vilas Boas, Reserva Biológica do Poço Bonito, Lavras (MG). Revista Brasileira de Botânica, 17(1), 67-85.

Reigota, M. Desafios à educação ambiental escolar. In: JACOBI, P. et al. (orgs.). Educação, meio ambiente e cidadania: reflexões e experiências. São Paulo: SMA, 1998.

Ritcher, C. A.; Azevedo-Netto, J. M. Tratamento de água: tecnologia atualizada. São Paulo: Edgard Blücher, 2003.

Sato, M. Formação em Educação Ambiental – da escola à comunidade. in: Panorama da educação ambiental no ensino fundamental / Secretaria de Educação Fundamental – Brasília: MEC/SEF, 2001.

Torres, L. T. K.; Cruz, Z. F.; Duarte, L. S. C.; Rosa, J. S.; Moura, C.; Bizeto, L.; Carollo, A. B. 2017. Avaliação da qualidade das águas do rio Jundiaí através do monitoramento de parâmetros físico-químicos e microbiológicos. In: 23º Congresso de Biólogos do CRBio-01 – CONBIO, São Paulo-SP.

Downloads

Publicado

2021-10-31

Como Citar

Rocha-Lima, A. B. C. (2021). Educação ambiental no ensino superior através do monitoramento ambiental de recursos hídricos . Ambiente &Amp; Educação, 26(1), 585–602. Recuperado de https://seer.furg.br/ambeduc/article/view/11722