Catadores de materiais recicláveis e a Covid 19: impactos no trabalho diante da pandemia

Autores

  • Valéria Bastos

DOI:

https://doi.org/10.14295/cn.v3i1.13009

Palavras-chave:

Catadores de Materiais Recicláveis, Pandemia, Trabalho

Resumo

Este texto é produto de análises realizadas a partir da agudização das mazelas sociais produzidas pela pandemia de COVID 19, que descortinou inúmeras expressões da questão social no Brasil já vivenciada por milhões de trabalhadores formais e informais a partir da perda de direitos sociais agravada com o advento da crise sanitária. O recorte analítico voltou-se para área socioambiental, especificamente para analisar os impactos da pandemia no trabalho dos catadores de materiais recicláveis no país. Segmento que vem perdendo espaço na pauta pública em razão do descaso governamental e da doença no mundo, acabou também perdendo postos de trabalho em função da natureza da atividade, em que a contaminação pelo Novo Coronavírus é efetiva. Tomando-se por base dados empíricos, pretendeu-se apontar velhos e novos desafios enfrentados por essa população, sobretudo na pandemia, a partir do sub-bairro de Jardim Gramacho, que abrigou por mais de três décadas o maior lixão da América Latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL. O impacto da pandemia pela covid-19 na gestão dos resíduos sólidos urbanos situação das capitais brasileiras. Disponível em: http://abes-dn.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Pesquisa-ABES-2.1-Pandemia-COVID-19-RSU-Capitais-26.8.2020-2.pdf. Acessado em 27 de ago. 2020.

ACSERALD, Henri. Justiça ambiental e construção social do risco. Desenvolvimento e Meio Ambiente. Paraná, Editora UFPR, n. 5. 49-60, jan - jun. 2002.

______. De “bota-foras” e “zonas de sacrifício” – um panorama dos conflitos ambientais no Estado do Rio de Janeiro. In: ACSELRAD, H. (Org.) Conflito social e meio ambiente no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Relumé - Dumará, p. 7-18 2004.

BASTOS, V. P. Construindo identidades: catador - herói ou sobrevivente da perversa forma de catação. Confluências, Revista Interdisciplinar de Sociologia e Direito da UFF, Rio de Janeiro, v.4, n. 01, p. 22-26, out. 2005.

______. Profissão Catador: Um estudo do processo de construção de identidade. Rio de Janeiro: Letra Capital. 2014.

BRASIL, Política a Nacional de Resíduos Sólidos. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acessado em 27 de jun. 2020.

FORTES, Alexandre; OLIVEIRA, Leandro Dias de; SOUSA, Gustavo Mota. A COVID-19 na Baixada Fluminense: Colapso e apreensão a partir da periferia metropolitana do Rio de Janeiro. Espaço e Economia. Revista Brasileira de Geografia Econômica. Ano IX, 2020. Disponível em: CAMPOS NEUTRAIS – REVISTA LATINO-AMERICANA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS, V. 3, Nº 1, p. 118-132, jan-abril de 2021 https://journals.openedition.org/espacoeconomia/13591?lang=fr. Acessado em 25 de jan. 2021.

MARX, Karl. Crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização brasileira. 2016. NETTO, J.P. Crise do capital e consequências societárias. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, v.111, p. 413-429, jul./ set., 2012. NUNES, Leticia. S.; SILVA, Amanda. G. de M. A concepção de questão socioambiental e o serviço social. Temporalis. Brasília, ano 13, n. 26, p. 97-116, jul./dez. 2013.

SILVA, Lays Helena Paes e. Ambiente e justiça: sobre a utilidade do conceito de racismo ambiental no contexto brasileiro. E-CadernosCES, n. 17, p. 85-111, 2012.

SILVA, Maria Ozanira da Silva e. Pobreza, desigualdade e políticas públicas: caracterizando e problematizando a realidade brasileira. Katálysis. Florianópolis v. 13 n. 2 p. 155-163 jul./dez. 2010.

VIÉGAS, Rodrigo Nuñez. Desigualdade Ambiental e “Zonas de Sacrifício”. Disponível em:

https://www.faneesp.edu.br/site/documentos/desigualdade_ambiental_zonas_sacrificio.pdf. Acesso em: 12 de jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-14

Como Citar

BASTOS, V. Catadores de materiais recicláveis e a Covid 19: impactos no trabalho diante da pandemia. Revista Campos Neutrais, Rio Grande, RS, v. 3, n. 1, p. 118–132, 2021. DOI: 10.14295/cn.v3i1.13009. Disponível em: https://seer.furg.br/cn/article/view/13009. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos Livres