<b>Hábito alimentar de <i>Oligosarcus Robustus</i> Menezes, 1969 e de <i>Oligosarcus Jenynsii</i> (Günther, 1864), no sul do estado do Rio Grande do Sul</b>

Autores

  • Marta Rahal Silveira Universidade Federal do Rio Grande
  • Marlise Bemvenuti Universidade Federal do Rio Grande
  • Alex Moresco Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.5088/atlântica.v33i1.2686

Palavras-chave:

Alimentação, morfologia, Characidae, Oligosarcus

Resumo

As espécies de dentudo Oligosarcus robustus e O. jenynsii foram analisadas com o objetivo de caracterizar os padrões de diversificação morfológica e as estruturas relacionadas com a alimentação, assim como, determinar o hábito alimentar dos exemplares que ocorrem nas lagoas costeiras no extremo sul do Brasil. Os indivíduos foram capturados em dois períodos (julho e dezembro de 2001), nas lagoas Flores, Nicola, Jacaré, Mangueira norte (banhado do Taim) e Mangueira sul. O espectro alimentar foi determinado através dos métodos de frequência de ocorrência (FO%) e análise gravimétrica (G%). Para análise alimentar foram utilizados 164 indivíduos, dos quais 67 apresentaram estômagos vazios. Os itens alimentares mais frequentes na dieta de O. robustus foram insetos FO=58,6%, peixes FO=46,3% e crustáceos FO=12,2%. Na dieta de O. jenynsii os itens mais frequentes foram insetos FO=83,9%, crustáceos FO=35,7% e peixes FO=26,8%. No verão o item insetos apareceu com a maior frequência para as duas espécies, sendo dominantes Ephemeroptera e Odonata. No inverno o item peixes foi frequente na dieta de O. robustus, enquanto O. jenynsii manteve os mesmos grupos de insetos como item preferencial da dieta. A estratégia alimentar foi determinada através do método gráfico de Amundsen, sendo generalista para O. jenynsii, cujo item preferencial foi insetos durante todo o ano e generalista oportunista para O. robustus, preferindo insetos no verão e peixes no inverno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Rahal Silveira, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Pelotas (2003). Especialização em Ecologia Aquática Costeira pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande.

Marlise Bemvenuti, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Curso de Oceanologia pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG (1975), mestrado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG (1984) e doutorado em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná (1994). Atualmente é professor associado III da Universidade Federal do Rio Grande - FURG.

Alex Moresco, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Biologia (Licenciatura e Bacharelado) pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (2003) e mestrado em Oceanografia Biológica pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (2006).

Downloads

Publicado

2012-08-15

Como Citar

Silveira, M. R., Bemvenuti, M., & Moresco, A. (2012). &lt;b&gt;Hábito alimentar de &lt;i&gt;Oligosarcus Robustus&lt;/i&gt; Menezes, 1969 e de &lt;i&gt;Oligosarcus Jenynsii&lt;/i&gt; (Günther, 1864), no sul do estado do Rio Grande do Sul&lt;/b&gt;. Atlântica (Rio Grande), 33(1), 73–86. https://doi.org/10.5088/atlântica.v33i1.2686

Edição

Seção

Artigos