EDUCAÇÃO INFANTIL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

VIVÊNCIAS CINESTÉSICAS COM A NATUREZA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/rds.v23i2.13222

Resumo

Esta pesquisa qualitativa investigou contribuições da exploração dos sentidos corporais proporcionados a crianças da Educação Infantil nas aulas de Educação Física, visando à Educação Ambiental. Ela foi realizada com uma turma de cinco crianças de uma escola privada de Educação Infantil. Foram ministradas três aulas com ênfase no contato com a natureza. As informações foram registradas em diário de campo e as mães responderam a um questionário sobre o cotidiano das crianças fora da escola. Em relação às vivências com a natureza das crianças fora da escola, evidenciou-se que há contato com o ambiente natural aos finais de semana, bem como os avós incentivam práticas no meio ambiente de maneira criativa e prazerosa. Concluiu-se que a exploração dos sentidos desenvolve o reconhecimento do ambiente em que a criança vive e ela se percebe como parte do ambiente em que está inserida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Derli Juliano Neuenfeldt, Universidade do Vale do Taquari - Univates

Doutorando do Programa de Pós Graduação em Ambiente e Desenvolvimento. Prof. e Coordenador do Curso de Educação Física - Licenciatura, vinculado ao Centro de Ciência Humanas e Sociais.

Gislaine Borba Bauer

Graduada em Educação Física Licenciatura pela Universidade do Vale do Taquari - Univates.

Downloads

Publicado

2022-05-12

Como Citar

Neuenfeldt, D. J., & Bauer, G. B. (2022). EDUCAÇÃO INFANTIL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: VIVÊNCIAS CINESTÉSICAS COM A NATUREZA. Revista Didática Sistêmica, 23(2), 207–220. https://doi.org/10.14295/rds.v23i2.13222