Práticas curriculares de tradução dos eventos cepeceanos: as Lorranys e seus espetáculos drag queens

Autores

  • Joyce Otânia Seixas Ribeiro Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Este artigo é parte da tese de doutorado intitulada A tradução da tradição em práticas curriculares no Colégio Estadual Paes de Carvalho defendida em maio de 2013. Durante a experiência etnográfica de dez meses no espaço do colégio e a revisão da literatura sobre tradição, fiquei interesada em um de seus elementos, os eventos escolares. Assim, meu objetivo é interpretar tais eventos como rituais da tradição, e como espaço ocupado pelas autodenominadas Lorranys, um grupo de alunos gays, que em tais eventos apresentam espetáculos drag queens. Para cumprir esta tarefa, aciono a noção de tradução cultural de Bhabha (1998), explorarando as possibilidades do currículo como prática de tradução cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joyce Otânia Seixas Ribeiro, Universidade Federal da Paraíba

Professora de Didática da FAECS/Campus Universitário de Abaetetuba/UFPA; Doutora em Educação pelo PPGED/ICED/UFPA, na linha de pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História, sob orientação da Profa. Dra. Josenilda Maués. Líder do Gepege - Grupo de Estudos e Pesquisa Gênero e Educação.

Downloads

Publicado

2014-09-29

Como Citar

Seixas Ribeiro, J. O. (2014). Práticas curriculares de tradução dos eventos cepeceanos: as Lorranys e seus espetáculos drag queens. Momento - Diálogos Em Educação, 23(1), 79–106. Recuperado de https://seer.furg.br/momento/article/view/4687