A crise da autonomia do direito em razão de sua instrumentalização pela intenção política

Autores

  • Luis Gustavo Liberato Tizzo UNOPAR, FAP, UNIFATECIE
  • Stella Furlanetto de Mattos Cunha UNICESUMAR

Resumo

Ao longo do presente trabalho analisa-se a autonomia do direito para o normativismo jurídico e as consequentes críticas do pós-positivismo ao método lógico-dedutivo ao demonstrar que o órgão responsável pela decisão judicial também tem o condão de criar o direito. Contudo dedica-se a refletir sobre a existência de limites e até mesmo de parâmetros para a implementação dos direitos sem que isso atinja outros aspectos jurídicos relevantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-19

Como Citar

Liberato Tizzo, L. G., & Furlanetto de Mattos Cunha, S. (2022). A crise da autonomia do direito em razão de sua instrumentalização pela intenção política. JURIS - Revista Da Faculdade De Direito, 31(1). Recuperado de https://seer.furg.br/juris/article/view/13323

Edição

Seção

Artigos