Preocupação excessiva do estado na produção de provas nos casos de grande repercussão na esfera penal

Autores

  • Ecleziast de Paula Junior univel

Resumo

O presente artigo objetiva discutir diferenças na maneira em que o Estado reage no momento de criação de provas nos casos de grande repercussão quando comparado com outros de menor impacto social. Tal discussão justifica-se no fato de que em crimes que chocaram o país, como o de Isabella Nardoni, foi utilizada a mais alta tecnologia disponível na perícia criminal; enquanto outros crimes permanecem sem desfecho. Assim, faz-se uma análise da importância da prova pericial, informando também como é a realidade da estrutura pericial brasileira. Em seguida, apresenta-se quatro estudos de casos, os dois primeiros( casos Nardoni e Leonardo Lívio) de grande repercussão e que contaram com provas periciais de ponta, enquanto os dois últimos casos (Fabrício Krettli e Oriovaldo Ferreira Júnior) carecem de um responsável pelo crime. Posteriormente, é exposta a pesquisa de campo: três profissionais operadores do direito demonstram suas opiniões sobre o assunto e a realidade profissional em suas áreas. Finalmente, ao analisar os casos estudados juntamente com a pesquisa de campo, conclui-se que em crimes de grande impacto social o Estado consegue apresentar uma perícia de ponta, ao contrário de casos com menor repercussão, em que ficam expostas as deficiências da estrutura investigativa brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ecleziast de Paula Junior, univel

Especialização em andamento em direito constitucional aplicado pela Faculdade Legale, FALEG, Brasil. Especialização em andamento em DIREITO DA SEGURIDADE SOCIAL -PREVIDENCIÁRIO E PRÁTICA PREVIDENCIÁRIA pela Faculdade Legale, FALEG, Brasil.      

Downloads

Publicado

2021-04-09

Como Citar

de Paula Junior, E. . (2021). Preocupação excessiva do estado na produção de provas nos casos de grande repercussão na esfera penal. JURIS - Revista Da Faculdade De Direito, 30(2). Recuperado de https://seer.furg.br/juris/article/view/12442

Edição

Seção

Artigos