A FALSA UTOPIA DO PROJETO “ESCOLA SEM PARTIDO”:

INTERCURSOS ENTRE A OBRA “O DOADOR DE MEMÓRIAS” E OS PROJETOS DE LEI Nº 867/2015 E Nº 193/2016.

Autores

  • José Wilker Machado Quaresma UFPA
  • Rafael Barreto Lima IFPA
  • Gerlane da Silva Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13614

Resumo

Esta pesquisa visa apesentar a importância de uma leitura crítica para a formação de sujeitos conscientes mediante o contexto de disputas políticas e ideológicas que geram retrocessos no currículo educacional brasileiro. Nesse sentido, aspectos do projeto “Escola Sem Partido”, o qual, dentre outras proposições, tem por objetivo neutralizar o trabalho docente e direcionar o currículo às convicções morais e religiosas dos pais, foram analisados sob a ótica da literatura distópica, aqui representada pela obra de Louis Lewry, O Doador de Memórias (The Giver, 1993). A pesquisa constitui‐se de revisão bibliográfica e foi mediada por um embasamento qualitativo. Assim, foram contextualizadas questões como as relações sociopolíticas e educação sexual, entre outras, o que possibilitou uma análise holística acerca dos aparelhos ideológicos do Estado e suas influências na educação, bem como uma compreensão do quanto a literatura pode contribuir para a emancipação dos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-28

Como Citar

Machado Quaresma, J. W., Barreto Lima, R. ., & da Silva Ferreira, G. . (2022). A FALSA UTOPIA DO PROJETO “ESCOLA SEM PARTIDO”: : INTERCURSOS ENTRE A OBRA “O DOADOR DE MEMÓRIAS” E OS PROJETOS DE LEI Nº 867/2015 E Nº 193/2016. Diversidade E Educação, 9(2), 317–344. https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13614

Edição

Seção

Corpos em dissidência nos espaços educativos em tempos de discurso de ódio