O DISCURSO DE ÓDIO NO BRASIL DO AGORA

ANALISANDO OS ECOS DO NEGACIONISMO CIENTÍFICO E A LGBTIFOBIA COMO UMA POLÍTICA DE ESTADO

Autores

  • Fabio Alves Gomes de Oliveira Universidade Federal Fluminense
  • Renato Amantino Pereira Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13596

Resumo

Este artigo visa analisar o contexto geral de ataques às Universidades Públicas brasileiras a partir do ano de 2018 e como eles podem estar intimamente associados às violências LGBTIfóbicas em ambientes digitais de ensino remoto durante a pandemia da SARS-CoV-2 (COVID-19). Para isso, contextualizamos o cenário político atual ao qual damos o nome de “Brasil do agora” e buscamos compreender o que significa o discurso de ódio nesse contexto. Em seguida, reunimos os pronunciamentos oficiais daqueles que ocupam cargo de destaque à frente do Poder Executivo Federal, Ministério da Educação e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, evidenciado a tentativa de desmoralização das Instituições de Ensino nos âmbitos das Ciências Humanas e Sociais e de pesquisadores(as) envolvidos(as) no âmbito das pautas de gênero e sexualidades. Considerando o lugar de desvalorização ao qual a educação na atual gestão federal foi alocada, apresentamos dois casos de invasão a transmissões online de Universidades Públicas e analisamos a relação dos pronunciamentos oficiais e os discursos de ódio proferidos contra pessoas LGBTIA+ e agenda de gênero e sexualidades. Por fim, buscamos defender que tais atos de fala injuriosos encontram subsídios de existência a partir da autorização representantes do Estado para exercer LGBTIfobia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Alves Gomes de Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Doutor em Filosofia. Professor de Filosofia da Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF). Membro Permanente do Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS/UFF) e do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEn/UFF). Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil.

Renato Amantino Pereira, Universidade Federal Fluminense

Mestre em Bioética no Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS). Universidade Federal Fluminense (UFF). Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Downloads

Publicado

2022-01-28

Como Citar

de Oliveira, F. A. G., & Amantino Pereira, R. . (2022). O DISCURSO DE ÓDIO NO BRASIL DO AGORA: ANALISANDO OS ECOS DO NEGACIONISMO CIENTÍFICO E A LGBTIFOBIA COMO UMA POLÍTICA DE ESTADO. Diversidade E Educação, 9(2), 345–373. https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13596

Edição

Seção

Corpos em dissidência nos espaços educativos em tempos de discurso de ódio