MILITARIZAÇÃO DAS ESCOLAS E AVANÇO REACIONÁRIO: UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO

Autores

  • Alexandre Bortolini Universidade Federal do Rio de Janeiro / Professor Substituto

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13508

Resumo

Este ensaio parte do diálogo com pesquisas que se dedicam ao estudo da socialização militar, do militarismo enquanto cultura e agente político e da expansão da militarização como política educacional para apontar como a transposição em escala de uma “pedagogia militar” para as redes de ensino, articulada à expansão do militarismo no sistema político com a chegada da extrema-direita ao poder, contribui para a reinstalação de regimes masculinistas ao investir na somatização de noções generificadas de poder no processo de produção de “cidadãos” disciplinados, passíveis a formas autoritárias de governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-28

Como Citar

Bortolini, A. (2022). MILITARIZAÇÃO DAS ESCOLAS E AVANÇO REACIONÁRIO: UMA PERSPECTIVA DE GÊNERO. Diversidade E Educação, 9(2), 92–119. https://doi.org/10.14295/de.v9i2.13508

Edição

Seção

Corpos em dissidência nos espaços educativos em tempos de discurso de ódio