<b>Avaliação do potencial da criação de corvina <i> (Micropogonias Furnieri) </i>em tanque- rede no estuário da Lagoa dos Patos, Brasil</b>

Autores

  • Luis André Sampaio Universidade Federal do Rio Grande
  • Denílson Burkert Universidade Federal do Rio Grande
  • Felipe Morais Santos Universidade Federal do Rio Grande
  • Danilo Pedro Streit Júnior Universidade Federal do Rio Grande
  • Marcelo Borges Tesser Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.5088/atlântica.v33i1.2678

Palavras-chave:

Gaiola, piscicultura, salinidade, Sciaenidae, temperatura

Resumo

O estuário da Lagoa dos Patos é considerado um local adequado para a aquacultura por ser um ecossistema protegido, favorecendo a criação em tanques-rede e cercados. A viabilidade da produção da corvina (Micropogonias furnieri) em tanque-rede ainda não foi determinada, portanto este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar o seu crescimento em condições de clima quente e frio. Foram utilizados tanques-rede de 3 x 3 x 1,2 m (comprimento x largura x altura) instalados junto a um trapiche na enseada do Saco do Justino no estuário da Lagoa dos Patos (Rio Grande – RS). A sobrevivência dos juvenis de corvina foi 76% para o período de frio, enquanto no quente foi de 67%. Ao final do período de criação de frio obteve-se taxa média de crescimento específico de 0,40%/dia, enquanto no quente o crescimento foi de 0,81%/dia. A criação de juvenis de corvina em tanque-rede no estuário pode ser praticada o ano todo, mas é importante buscar informações para aprimorar sua taxa de sobrevivência e o seu crescimento, no período de frio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis André Sampaio, Universidade Federal do Rio Grande

Possui doutorado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande (2000), onte atualmente é Professor e Orientador no Programa de Pós-Graduação em Aquicultura. Tem experiência na área de Piscicultura Marinha,

Denílson Burkert, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Oceanologia pela Universidade Federal do Rio Grande (2000), mestrado em Ciência Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2002) e doutorado em Ciência Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2007). Atualmente é pesquisador científico da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios desenvolvendo suas atividades no Polo Regional da Alta Paulista

Felipe Morais Santos, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Oceanologia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (2003), Especialista em Engenharia do Meio Ambiente pela Universidade Federal do Espírito Santo (2008) e Mestre em Aquicultura pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005).

Danilo Pedro Streit Júnior, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Oceanologia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1999), Mestrado em Zootecnia pela Universidade Estadual de Maringá (2002) e Doutorado em Zootecnia pela Universidade Estadual de Maringá (2005). Prof. Adjunto de Aquacultura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) do Departamento de Zootecnia da Faculdade Agronomia. Atualmente desenvolve trabalhos de congelação e resfriamento de gametas de peixe migradores sul-americanos.

Marcelo Borges Tesser, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Oceanologia pela Universidade Federal do Rio Grande (1999), mestrado em Aquicultura pelo Centro de Aquicultura da Unesp Jaboticabal (2002), doutorado em Aquicultura pelo Centro de Aquicultura da Unesp Jaboticabal (2005). Atualmente é Professor Adjunto nível III da Universidade Federal do Rio Grande. Tem experiência na área de Piscicultura Marinha e de Águas Continentais, com ênfase em Larvicultura, Alimentação e Nutrição de peixes.

Downloads

Publicado

2012-08-15

Como Citar

Sampaio, L. A., Burkert, D., Santos, F. M., Streit Júnior, D. P., & Tesser, M. B. (2012). &lt;b&gt;Avaliação do potencial da criação de corvina &lt;i&gt; (Micropogonias Furnieri) &lt;/i&gt;em tanque- rede no estuário da Lagoa dos Patos, Brasil&lt;/b&gt;. Atlântica (Rio Grande), 33(1), 65–71. https://doi.org/10.5088/atlântica.v33i1.2678

Edição

Seção

Artigos